“Previdência Estadual não pode sair da Reforma”

Existe considerável pressão dos deputados do Centrão para que os Estados e Municípios sejam excluídos da Reforma, a exemplo do que houve na proposta Temer.

Existem duas razões básicas para que eles sejam inseridos logo — e obrigatoriamente — no processo. Tomando só o caso dos Estados, os déficits previdenciários desses entes se tornaram muito elevados (R$ 90 bilhões no ano passado) recentemente e tendem a aumentar por bastante tempo ainda. A segunda é que sem apoio dos governadores (que precisam desesperadamente da Reforma), dificilmente o governo conseguirá aprová-la a no Congresso.

PS: O Centrão diz que os governadores voltam para as bases e malham a reforma em vez de apoiá-la. Será que isso não ocorre porque o governo não os está apoiando suficientemente para eles saírem da enorme crise de curto prazo em que estão imersos? Se for assim, em prol do equacionamento da crise, esse apoio precisa ocorrer.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *